Levitra é um tratamento que visa combater os problemas de ereção. Como o Viagra, ele atua na impotência quando utilizado.

Falamos de impotência quando um homem tem dificuldades de obter uma ereção, ou uma ereção durável o suficiente para uma relação sexual completa. Para que seja o caso de um problema de ereção, é necessário que esta impotência se manifeste em um homem excitado, e de maneira frequente e persistente. Comumente, a impotência é qualificada como um fracasso sexual.

Contra a impotência portanto, alguns homens utilizam o Levitra que é um medicamento eficaz, pela sua capacidade de permitir ao homem ter ereções satisfatórias. A desvantagem principal aqui é que sua ação é limitada no tempo, o que faz com que o homem tenha necessidade de utilizá-lo antes de cada relação sexual.

Quanto tempo dura efeito do Levitra?

Quanto tempo dura efeito do Levitra?

Os laboratórios Bayer, fabricante do Levitra!

bayerNa lista de tratamentos contra a disfunção erétil está o Levitra, mas também a famosa pílula azul, o Viagra. De posse por muito tempo pelos laboratórios Pfizer, a licença do Viagra é atualmente de domínio público, o que favorece o acúmulo do mercado de genéricos. Quanto ao Levitra, é fabricado pelos laboratórios Bayer à base de Vardenafila, seu princípio ativo. O Levitra genérico possui o mesmo nome de seu princípio ativo.

Sua fama se deve ao fato de que sua duração de ação é mais rápida que de outros tratamentos. O Levitra age em 25 minutos, o que confere ao homem mais espontaneidade. Além da rapidez de ação, os efeitos colaterais ligados a problemas de visão são menores naqueles que utilizam este tratamento.

Funcionamento do Levitra

Levitra age na capacidade do homem de ter boas ereções. Ele não age nas causas da ereção. Falando de causas, elas podem ser de origem física ou psicológica.

As causas físicas, ainda chamadas orgânicas se originam de hábitos alimentares compostos de álcool, tabaco, ou outras substâncias nocivas. Elas também se originam de outros tratamentos ou de certas doenças tais como hipertensão arterial ou diabetes.

As causas psicológicas estão relacionadas ao stress diário, ligadas ao trabalho ou à vida privada, à depressão, à ansiedade, ou emoções muito fortes. Em alguns homens, o fato de serem oprimidos para a vivência de emoções fortes, influencia negativamente sua capacidade de ter boas ereções.

Normalmente, o cérebro humano envia sinais para os músculos do pênis através de nervos eretores. Estes sinais constituem o fator desencadeador para a ereção, pois promovem a dilatação dos músculos para permitir o fluxo de sangue no tecido cavernoso do pênis. O mecanismo consiste em algumas etapas que são:

  • O aumento da concentração de GMPc
  • O relaxamento do músculo liso dos corpos cavernosos
  • Aumento da pressão sanguínea para o pênis como resultado de uma compressão das veias do pênis
  • A destruição das enzimas GMPc pelas de PDE5 durante a ejaculação, que conduz à evacuação do sangue e à contração dos músculos lisos. É o retorno do pênis para sua forma normal.

O papel do Levitra é então de degradar as enzimas da PDE5 inibindo a transmissão da mensagem nervosa para os músculos do pênis. Deste modo, quando há um estímulo sexual, o processo de ereção segue seu curso normal. O Vardenafila, princípio ativo do Levitra é um inibidor da PDE5. Sua ação se faz necessariamente após um estímulo sexual. Mas para se beneficiar, é importante que seus problemas sexuais não sejam devido à falta de desejo de ter relações sexuais, neste caso ele será ineficaz.

Posologia do Levitra

O Levitra está disponível em doses de 2, 5mg, 5mg, 10mg e 20mg. A embalagem contém 30 comprimidos para consumir por unidade entre 25 minutos a 1 hora antes das relações sexuais. O fato de ingeri-lo com ou sem uma refeição não tem nenhuma incidência na sua eficácia. Se você igualmente planejou um jantar incluindo álcool, você poderá utilizar o tratamento. Obviamente, é importante que a dose de álcool seja moderada, pois ele constitui um freio no medicamento contra ereção. O ideal seria mesmo evitar o álcool se você deseja se beneficiar plenamente da eficácia deste tratamento e alcançar uma ereção satisfatória. Tenha também em mente que o Levitra somente funciona seguido de um estímulo sexual.

As doses de Levitra são diversificadas de acordo com a tolerância do organismo de cada homem. A menor dose, ou seja, 2, 5mg, destina-se especialmente aos homens que sofrem de falhas sexuais. Esta situação é talvez devido a um momento de stress, que leva à uma ereção fraca, insuficiente para ter relações sexuais satisfatórias. A falta de ereção suficiente não é permanente. Neste caso, os problemas de ereção são qualificados como de primeiro estágio.

A dose de 5mg é destinada aos homens que sofrem de impotência, mas cuja gravidade é moderada. Neste caso, o homem não chega a ter uma ereção satisfatória, mas as têm algumas vezes, mesmo que estas não sejam as melhores. A dose de 5mg pode ser prescrita para essas categorias. Além disso, verificou-se que é frequente o uso por homens de idade, assim como pacientes cuja tolerância é moderada.

A dose de 10mg categoriza-se entre as mais altas do Levitra. É prescrita para homens que, por razões emotivas ou de doenças, não chegam a ter uma ereção. Deste modo, as relações sexuais, são quase impossíveis sem o aporte de Levitra.

A maior dose é de 20mg. É indicada para pacientes cujos problemas de ereção são muito graves, e resultam de causas emotivas, de doença ou após operações cirúrgicas. Se por um desses motivos ou vários deles, o paciente sofre de severas disfunções de ereção, o médico poderá prescrever uma dose de 20mg. Neste caso, como outros além disso, é importante que o médico tome conhecimento de todos os males que sofre, sejam eles físicos ou sejam emocionais.

Tome cuidado para nunca aumentar uma dose por conta própria sem aconselhamento médico. Somente o profissional de saúde está habilitado para prescrever a dose adaptada, que deve ser respeitada de maneira rigorosa, assim como suas recomendações relacionadas. O aumento de uma dose não influencia positivamente na qualidade da ereção. Se, no entanto, você acredita não ter ereções suficientes, você pode discutir com seu médico para um eventual aumento da dose. Além disso, é proibido exceder a dose única ao longo de um dia.

O Levitra Orodispersível 10 mg

O Levitra Orodispersível é a segunda forma de Levitra fabricado pelos laboratórios Bayer para conceder aos homens mais discrição na ingestão do tratamento. É o mesmo Levitra, mas muito mais solúvel do que comprimidos. Neste caso, os homens terão somente que colocá-lo na boca, para que este se derreta, sem tomar água.  O Levitra Orodispersível tem a vantagem de agir mais rapidamente que os comprimidos e confere aos homens uma certa espontaneidade. Ele está disponível em dose única de 10mg. Os homens que o utilizam são aqueles que estão aptos a tomar a versão clássica, exceto a de 20 mg.

Os efeitos colaterais de Levitra

Os efeitos indesejáveis provocados por Levitra podem ser persistentes ou raros, até inexistentes segundo a frequência de utilização, as condições e o organismo de cada paciente. O mais importante para o paciente é consultar um médico antes da ingestão do tratamento e comunicá-lo dos efeitos indesejáveis encontrados durante o tratamento. Há uma lista de efeitos colaterais, mas não é aplicada a todos os homens. Se o paciente sofre algum, é oportuno recorrer ao médico.  Entre os efeitos colaterais de Levitra se observa dores de cabeça em 10% dos casos, tonturas, ondas de calor, palpitações pouco frequentes, distúrbios digestivos, congestões e corrimentos nasais e distúrbios da visão. Se você tem o hábito de conduzir ou de efetuar trabalhos com máquinas, você deve ter mais atenção. Se você tem em vista um trabalho que requer vigilância, seria prudente evitar a ingestão de Levitra.

Contraindicações do Levitra e precauções de uso

Antes de consumir o Levitra, é importante que o paciente consulte seu médico. Este último está apto a prescrever a dose adequada de acordo com a tolerância de seu organismo. Para alguns homens, a ingestão de Levitra seria proibida em razão de seu estado de saúde. Mas para ter certeza, é necessário evidentemente consultar um médico. Este poderia apontar riscos eventuais. Após ter efetuada uma avaliação de saúde do paciente, o profissional de saúde será capaz de lhe dizer se você poderá adotar o tratamento ou não.

No entanto, é antes de tudo claro que Levitra não deve ser consumido por pacientes com hipersensibilidade ao Vardenafila ou outros excipientes do Levitra.  Além deste caso, são proibidos de consumir os pacientes que sofrem de:

  • Insuficiência renal severa
  • Insuficiência cardíaca severa,
  • De Insuficiência hepática severa,
  • De hipotensão arterial
  • de problemas de visão, particularmente doenças da retina, perda da visão de um olho
  • fraqueza física e cujas relações sexuais são desaconselhadas
  • anormalidades anatômicas do pênis, ou com risco de priapismo.

Para aqueles que utilizam o tratamento, é necessário ter em conta as interações medicamentosas que são:

  • A proibição, para os homens com mais de 75 anos de idade, de consumir outros inibidores de enzimas (CYP3A4), especialmente aqueles que utilizam medicamentos antivirais como parte de um tratamento contra HIV, tais como o ritonavir e indinavir
  • A proibição de consumir derivados de nitratos, utilizados para aliviar a insuficiência cardíaca e a angina de peito.

Como comprar Levitra Online & em Portugal?

prescriptionLevitra é um tratamento sob prescrição médica. Antes de adquiri-lo, será necessário ao paciente realizar exames no médico, a fim de determinar se ele poderá ou não fazer o tratamento e em caso positivo, em que condições será possível.

Comprar Levitra na farmácia em Portugal

Durante estes exames, o paciente será conduzido a responder algumas perguntas e a relatar seus problemas de ereção. Após a avaliação de saúde, o paciente poderá receber sua prescrição e passar na farmácia para adquirir seu tratamento.

Sem esta abordagem tradicional, o paciente poderá fazer uma compra on-line. A internet é atualmente o meio mais discreto de adquirir seu tratamento sem tabu, nem risco de julgamento. A maioria dos homens sente vergonha em falar sobre a sua disfunção erétil ao médico, forçando-os a recorrer à compra on-line, que é uma opção aceitável.

Comprar Levitra Online em Portugal

Mas a compra on-line não o isenta de uma consulta. Para toda farmácia séria on-line, existe um questionário destinado a recolher informações valiosas sobre o paciente a fim de determinar se ele está apto a consumir o tratamento ou não. Estas questões estão relacionadas com a saúde atual do paciente, seus antecedentes, ou ainda os tratamentos nos quais já está submetido. Este último deve então responder de maneira verídica e rigorosa para permitir ao médico efetuar uma boa análise de seu estado de saúde. Se o profissional julga o paciente capaz de utilizar Levitra, ele realizará uma prescrição eletrônica que servirá para comprar o Levitra on-line, de acordo com a dose prescrita. Todo este processo é feito geralmente dentro de 24 horas e não deverá exceder 48 horas antes que você receba sua encomenda. Para aqueles cuja agenda é sobrecarregada, é uma ótima oportunidade, com a condição que a loja seja autêntica.

Comprar Levitra sem prescrição médica: atenção perigo

Sites fraudulentos que vendem Levitra sem prescrição e a preços imbatíveis são abundantes na internet. Esses sites não são nada mais nada menos que fraudulentos, que vendem produtos adulterados, alguns não contêm nenhum traço de vardenafila em sua composição, e sim componentes perigosos, expondo os pacientes e os consumidores a perigos bem reais (alergias, acidentes…) Da mesma forma, muitos sites propõem o Levitra genérico, que ainda não difere em nada de uma falsificação.

Deste modo, é preferível e até mesmo obrigatório comprar Levitra na farmácia, munido de uma prescrição. Os laboratórios Bayer, que fabricam o Levitra, o distribuem em farmácias somente após ter assegurado que o organismo que eles abastecem não fará a entrega de Levitra sem prescrição. É ilegal, como perigoso, não somente vender, mas também comprar Levitra sem prescrição médica. Um médico deve ter confirmado que a condição física do paciente não apresenta nenhum perigo com a utilização do tratamento.

Ao comprar o Levitra sem prescrição, há um risco de fazer um tratamento com efeitos colaterais desconhecidos, e ainda que este fosse o Levitra autêntico, uma dose mal adaptada expõe a efeitos indesejáveis podendo ser potencialmente graves.

Qual é o preço de Levitra Online & em Portugal?

O Levitra está sujeito a prescrição médica. Para fazer isso, seu preço é livremente fixado pelas diferentes farmácias na França, pois não existe nenhum regulamento em seu favor. Além disso, ele não é reembolsado pela previdência social. No entanto, o custo em farmácia difere da compra via Internet.

  • Levitra preço: Comprar Levitra em uma farmácia em Portugal

Na farmácia, o custo do Levitra varia entre 20 € e 35 € para 4 a 8 comprimidos de 10mg e 60€ a 90 € para 8 a 12 comprimidos de 20mg. Estes valores não incluem a consulta com o médico.

  • Levitra preço: Comprar Levitra Online

A compra on-line é mais cara em razão da consulta médica e de taxas de entrega. Para 4 comprimidos de 20mg, é necessário estimar entre 70€ e100€

Atenção: Sugerimos atenção com sites nos quais você faz a compra de Levitra, pois existem muitas plataformas fraudulentas. Eles atraem os pacientes através de slogans chamativos como « Levitra barato », « Levitra mais barato » ou ainda « Levitra sem prescrição ». Desconfie de sites, pois sua saúde depende disso. Se você constatar que os preços propostos pela plataforma são anormalmente baixos, por favor, fique longe, pois a probabilidade de que se trate de uma falsificação é alta.

Informações adicionais sobre Levitra Online                                   

Levitra e álcool          

Como para numerosos medicamentos, o Levitra apresenta igualmente um certo número de efeitos colaterais. Se a maioria entre eles são de baixa gravidade, como por exemplo ligeiras dores de cabeça, outros podem ser mais sérios, em particular se o Levitra é ingerido em associação com outros medicamentos. Este também pode ser o caso quando acompanhado de um consumo excessivo de álcool.

Um risco aumentado de efeitos adversos e contraproducentes em relação às funções sexuais

Um consumo ligeiro ou moderado e ocasional de álcool com um tratamento por Levitra é possível. Beber um simples copo de álcool não possui quase nenhuma chance de interagir com a ingestão de Levitra e não apresenta nenhum risco particular para a saúde. Por outro lado, o consumo excessivo é muito mais problemático.

Levitra e álcool compartilham um certo número de efeitos colaterais comuns tais como dores de cabeça, tonturas e distúrbios digestivos. O consumo simultâneo de álcool e Levitra expõe então a possibilidade de aumento dos efeitos colaterais de Levitra. Além disso, o álcool pode retardar a ação do Levitra ou diminuir seus efeitos.

Por que é perigoso?

O Levitra e o álcool, sendo todos os dois vasodilatadores (ou seja, dilatadores dos vasos sanguíneos, facilitam a circulação sanguínea e podem reduzir a pressão) os riscos gerados por seu consumo conjunto são numerosos e perigosos. O fenômeno da vasodilatação ocorre naturalmente durante o consumo de álcool. Embora a ação vasodilatadora do Levitra concentre-se no pênis (mais que para o restante do sistema cardiovascular) ele pode conduzir à uma vasodilatação excessiva quando é combinado com uma forte dose de álcool, ou de medicamentos vasodilatadores de nitratos.

Além disso, se é comumente sabido que o álcool desinibe e favorece as relações sexuais, o consumo excessivo é ao contrário, fortemente prejudicial para a sexualidade. O consumo de álcool em grandes quantidades é particularmente prejudicial para a ereção. Um homem que sofre de disfunção erétil também deveria se abster de todo consumo de álcool, ou ao menos deveria consumir com moderação.

Levitra e diabetes

A diabetes é a primeira causa orgânica da disfunção erétil. Um homem diabético possui duas ou três vezes mais riscos de sofrer um problema de ereção que um homem sem diabetes. Isto ocorre devido ao fato de que a diabetes deteriora os vasos sanguíneos e provoca igualmente uma neuropatia, uma má condução dos impulsos nervosos que abrangem também os nervos da ereção. Para reduzir o risco de disfunção erétil, um homem com diabetes deve equilibrar sua doença.

Qual forma de diabetes causa disfunção erétil?

Se a de tipo 1 aparece na infância, a diabetes tipo 2, dita «diabetes de gordura » aparece em pessoas com idade por volta dos 50 anos em pessoas com sobrepeso. Nos diabéticos de tipo 1, a insulina não se produz suficientemente. Nos diabéticos de tipo 2, a insulina não se liga ao receptor e a glicose não é transportada para dentro das células.

A diabetes de tipo 2, a mais comum (90% dos pacientes) está associada a problemas de ereção. Esta condição é resultado de um nível muito elevado de açúcar no sangue. Normalmente, a glicose é transportada pela insulina através das células. Estas são equipadas com um receptor que se liga à insulina e ativa a proteína, encaminhando a glicose para o interior das células.

Porque a diabetes favorece problemas de ereção?

A diabetes danifica os vasos e cria depósitos de gordura que entopem as artérias. A circulação do sangue é diminuída e o afluxo no pênis, necessário para uma ereção, é limitado. A diabetes às vezes causa uma neuropatia que atinge os corpos cavernosos do pênis. Quando os corpos cavernosos são menos enervados, eles têm dificuldades de se relaxar para deixar passar o sangue no órgão sexual masculino.

Entre 20 e 60 anos, um diabético em três sofre de disfunção erétil. E um paciente em dois entre aqueles com mais de 50 anos.

a disfunção erétil não aparece ao mesmo tempo que a diabetes. Ela é uma consequência disso. Quanto mais o paciente avança em idade, maiores são os riscos de sofrer com problemas de ereção. Enquanto a probabilidade de ter uma disfunção erétil será maior em um homem idoso que é diagnosticado com diabetes tipo 2; um paciente jovem, com uma diabetes equilibrada poderá não sofrer deste tipo de problema. Deste modo, a disfunção erétil em um homem de idade madura, pode indicar um problema de diabetes.

Deve-se notar igualmente que a depressão e os tratamentos que acompanham a diabetes podem também levar à uma disfunção erétil.

Os tratamento para disfunção erétil em diabéticos

Um homem que sofre de diabetes e de disfunção erétil pode comprar Levitra ou qualquer outro medicamento indicado para disfunção erétil, tais como o Cialis, o Spedra ou o famoso Viagra. O levitra parece ser o mais adequado para os diabéticos, ele é bem tolerado e possui poucos efeitos colaterais. Ele age em 30 minutos durante 5 a 8 horas, e até mais em certos pacientes, e permite uma ereção firme quando o pênis é estimulado. No entanto, é provável que ele tenha uma necessidade constante, para compensar a dificuldade de seu aparelho erétil em razão da diabetes.

Por outro lado, se ao final de quatro a oito ingestões de Levitra ou de todo outro medicamento contra a disfunção erétil não houver nenhuma mudança, será importante fazer um doppler do pênis, para verificar a circulação do sangue nesta região. As injeções intracavernosas (injeção produzida no pênis) para desencadear uma ereção são também muito utilizadas em homens diabéticos quando os medicamentos em comprimidos não são suficientes.