Pode-se ser jovem demais para utilizar um medicamento contra problemas de ereção?

A impotência afeta predominantemente os homens com mais de 40 anos. No entanto, pode igualmente ocorrer com qualquer jovem com idade para ter relações sexuais. Muitos jovens ainda não chegaram aos 30 anos e já constatam problemas de ereção. Muitas vezes, isto ocorre devido ao receio de seu desempenho, à ansiedade ou stress, causas de ordem psicológica.

As conquistas em matéria de problemas de ereção progrediram muito nos últimos anos. No passado, disfunções de ereção eram um assunto tabu, a maioria dos homens não se sentia confortável em abordar o tema mesmo na presença de seu médico. Hoje em dia, cada vez mais os homens não hesitam em enfrentar o problema, pelo fato que estas disfunções são muitas vezes problemas físicos que podem ser tratados graças aos tratamentos adequados.

No entanto, apesar da evolução das conquistas sobre o tema, os problemas de ereção afetam frequentemente homens com idade avançada. Isto é o que se lê frequentemente na mídia. Para o Levitra por exemplo, foi constatado que são os homens com mais de 40 anos que o consomem mais. É uma das razões pelas quais não gastamos tempo discutindo sobre a impotência dos jovens. A realidade é que, mesmo se associamos os problemas de ereção aos homens com idade mais avançada, estes continuam igualmente presentes nos jovens.

Por que observamos mais frequentemente problemas de ereção em homens com idade mais avançada?

Em homens com mais de 40 anos, a taxa dos que sofrem de problemas de ereção é elevada. Isto se justifica o fato da associação deste fenômeno à esta categoria de idade. E é até mesmo indicado que mais da metade dos homens que pertencem a esta categoria constatam problemas em um dado momento de sua existência. Mas o que justifica a frequência de problemas de ereção que se observa nos homens de idade? Esta questão encontra sua resposta na origem deste mal.

O fenômeno da ereção ocorre como resultado de reações moleculares e químicas. Quando um homem sofre um estímulo sexual, há sinais nervosos que são transmitidos pelo cérebro. Esta transmissão provoca um fluxo de sangue nos tecidos cavernosos, o que provoca uma ereção. Existem então problemas de ereção, portanto a circulação sanguínea destes tecidos não é efetiva. Quando os homens utilizam medicamentos tais como Viagra ou Cialis, estes últimos dilatam os vasos sanguíneos, a fim de favorecer um bom fluxo de sangue para o pênis, o que provoca uma ereção contínua. Em homens de idade, estes problemas de circulação sanguínea ocorrem frequentemente em razão da diabetes, hipertensão arterial ou uma outra doença não diagnosticada. Os problemas de ereção não constituem um índice de envelhecimento nos homens, pois atingem igualmente os mais jovens. De acordo com um estudo da Universidade Vita-Salute San Raffaele, de Milão, foi constatado que em 400 homens estudados, 1/4 deles tinha menos de 40 anos.

O que implica a disfunção erétil nos jovens?

Os problemas de ereção são causados por fatores que são sentidos em sua maioria por homens com mais idade, mas que podem ser encontrados igualmente nos jovens. As dificuldades relacionadas à circulação de sangue nos tecidos cavernosos podem ser causadas por várias doenças, incluindo hipertensão arterial e diabetes. Além disso, estes distúrbios podem ser causados pelo consumo de drogas ou de tabaco, pois o último inibe a circulação do sangue e reduz, ou até mesmo impede a transmissão de sinais entre o cérebro e os vasos sanguíneos.

No entanto, no que diz respeito aos jovens, estima-se que as causas são geralmente de natureza psicológica. Entre outras coisas, podemos citar a pressão ligada à performance sexual, à inexperiência, ao stress ou outras dificuldades racionais. Além disso, a disfunção erétil pode ser consequência do stress ligado à uma má performance de uma relação anterior.

O tratamento contra impotência nos homens de idade mais avançada é diferente do que para os mais jovens?

Não, pois o tratamento se define em função das causas do problema. Obviamente, quaisquer que sejam, existirá sempre uma solução. Seja o paciente jovem ou idoso, pode-se encontrar uma solução.

Se as disfunções de ereção resultam de uma má circulação sanguínea, os tratamentos adaptados aos homens com mais de 40 anos são também indicados aos mais jovens. No entanto, é sempre aconselhável consultar o médico, porque as causas podem ser diferentes do que se acredita. Para aqueles cujos problemas estão relacionados ao stress e à ansiedade, existem outros tratamentos, como a intervenção de um terapeuta.

Quando a disfunção erétil ocorre em homens com mais de 40 anos de um problema de circulação sanguínea, ela será geralmente tratada com a prescrição de um tratamento adaptado. Esses medicamentos também podem ser prescritos aos homens mais jovens. No entanto, é preferível falar primeiramente com seu médico, pois os problemas de circulação podem também ser causados por uma doença mais séria não diagnosticada.  Em alguns casos, basta simplesmente tomar consciência de seus medos e tentar enfrentá-los.

Se ao final da terapia, você não notar uma melhora na sua situação, você poderá recorrer a um tratamento contra a disfunção erétil. Este último melhora a circulação sanguínea para o pênis, o que promove uma boa ereção e você irá restaurar sua confiança.

Eu sou muito jovem para utilizar um medicamento contra impotência?

A partir de18 anos de idade, você tem maioridade sexual. Portanto, caso você encontre dificuldades de ereção, é conveniente consultar um médico para decidir como resolvê-lo. Em nosso site, você verá a lista de medicamentos disponíveis para esta finalidade.